2019

Interferência / Broadcast Space

trabalho final de graduação em Arquitetura e Urbanismo, Universidade Estadual de Campinas, Brasil.   

undergraduate final thesis 

português

2005

A intervenção consistia na transmissão de um sinal de televisão em baixa potência. As imagens captadas daqueles que assistiam a apresentação do trabalho eram transmitidas para tele-visores distribuídos fora da sala onde ocorria a apresentação, em corredores e banheiros do edifício da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Tratava-se de ocupar um espaço, apropriando-se de uma faixa do espectro eletromagnético, e através deste dispositivo gerar uma transformação do espaço físico, propriamente arquitetônico. Que novas relações sócio-espaciais estabelecem-se quando a uma topologia material sobrepõe-se uma topologia eletromagnética, que transcodificada atualiza-se em imagem-som? Neste contexto específico, questionava-se as relações de poder que compõe a disciplina da arquitetura e sua pedagogia, mais especificamente o “confinamento” disciplinar do espaço escolar/acadêmico, que no caso da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Unicamp tem literalmente a aparência arquitetônica de uma presídio.

The intervention consisted in the transmission of a television signal. The images taken from those who attended the presentation of the undergraduate final thesis were transmitted to televisions distributed outside the room where the presentation took place, through corridors and bathrooms of the building of the Faculdade de Arquitetura e Urbanismo of the Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). The project set to occupy a space, appropriating one band of electromagnetic spectrum, and through this device generate a transformation in the physical, properly architectural space of the building. What new socio-spatial relations are established when a material topology is overlapped with an electromagnetic topology, which is transcoded into image-sound? In its “site-specific” context, the project set to question the power relations that make up the discipline of architecture and its pedagogy, specifically the disciplinary “confinement” of the space of the school / academy, which in the case of the Faculdade de Arquitetura e Urbanismo of Unicamp has literally the architectural appearance of a prison.